Histórico

Breve Histórico do município de Salto do Itararé.
Os primeiros colonizadores do município de Salto do Itararé eram mineiros que se instalaram na área por volta de 1850, devido ao grande número de tribos indígenas o primeiro nome de Salto do Itararé foi Santo Antônio dos Índios, em meados “de 1863 começaram a surgir às primeiras famílias lideradas por, José Caetano de Carvalho, e sua mulher Maria Romana Barbosa” (FERREIRA, 2000, p. 5).
Em 1901, através da Lei nº 33, de 28 de janeiro do referido ano (FERREIRA, 2000, p. 6), criou-se o distrito judiciário de Santo Antônio dos Índios que, mais tarde, alterada para Salto do Itararé e pertencendo ao município de Siqueira Campos.
O município de Salto do Itararé foi criado pela lei Estadual n° 4.245 de 25 de Junho de 1960 e foi instalado no dia 25 de Setembro de 1960 (FERREIRA, 2000, p. 6). Sendo seu primeiro prefeito Mário Bruno, nomeado administrador do município e eleito pelo voto direto em 15 de novembro de 1961.
Salto do Itararé pertencia ao município de São José da Boa Vista, quando o interventor Manoel Ribas, pela Lei n° 19 de 17 de outubro de 1935, incorporou Salto do Itararé ao distrito de Siqueira Campos, pois o Presidente do Estado, Francisco Xavier da Silva, já havia assinado o decreto n° 33 de 28 de janeiro de 1901, elevando Salto à categoria de distrito. (FERREIRA, 2000, p. 6)
Salto do Itararé está localizado próximo ao Trópico de Capricórnio, compreendido nas Coordenadas Geográficas de 23°35’40 latitude Sul (S) da Linha do Equador, 48°38’ longitude Oeste (W) do Meridiano de Greenwich. (FERRIERA, 2000, p. 3). O município se encontra a 336,23 km² da capital do Estado Curitiba.
O município de Salto do Itararé foi desmembrado do município de Siqueira Campos pelo de Decreto Estadual n° 4.245, de 25 de junho 1960 (FERREIRA, 2000, p. 8).
Segundo a contagem populacional realizada pelo IBGE em 2007, a população do município é de 5.087. A cidade em 2007 contou com 4.009 eleitores, sendo da faixa etária de 16 a 17 anos um total de 94 segundo o IPARDES – Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Em 2000 de acordo com o IPARDES com base no CENSO de 2000 a população na faixa etária de 10 a 14 anos era de 539 habitantes e da faixa etária de 15 a 19 anos 568 habitantes.
A educação no município é composta por duas (2) escolas estaduais de ensino fundamental e médio pertencente ao Núcleo Regional de Educação do Paraná sendo sua sede em Wenceslau Braz, sendo elas Escola Estadual Gabriel Bertoni ensino fundamental de 5ª a 8ª serie (lócus da pesquisa) e a Escola Estadual Antonio Delfino Fragoso ensino médio (1ª a 3ª ano). E também possui um Centro Infantil de Educação Manuela Izaurina de Carvalho e uma escola de ensino fundamental de 1ª a 4ª serie sendo intitulada Escola Municipal Professora Hilda de Souza Camargo Oliveira e a Escola Especial Reviver (APAE). De acordo com o IBGE de 2008 o número de alunos matriculados no ensino fundamental de 5ª a 8ª é de 398 alunos.
A pesquisa acontece na Escola Estadual Gabriel Bertoni 5ª a 8ª série. A escola teve o início de suas atividades no ano de 1953, com autorização do então governador do Estado Moisés Lupion em 9 de março de 1953, foi inaugurado o Grupo Escolar do Distrito de Salto do Itararé, sendo sua primeira diretora professora Hilda de Souza Camargo Oliveira. Sendo a escola mais antiga da cidade. (FERREIRA, 2000, p. 11).
Em 1962, pelo Decreto n° 6.130 foi criado a Escola Normal de Grau Ginasial de Salto do Itararé, e com decreto n°8.139 foi transformada em Ginásio Estadual Gabriel Bertoni, e já em 1969, o Grupo Escolar Salto do Itararé foi denominado Grupo Escolar José Eugênio de Carvalho pelo decreto n° 17.588. Em fins de dezembro de 1981 a Escola Estadual Gabriel foi estabelecida pela Resolução n° 3.198/81 com a união do Ginásio Estadual Gabriel Bertoni e o Grupo Escolar José Eugênio de Carvalho.
O nome da escola é em homenagem a um dos fundadores do município Gabriel Bertoni filho de Ranieri Bertoni e Paschoa Vangioni. Os quais foram muito importantes para o município, ele foi Capitão da Guarda Nacional, vereador do distrito na Comarca de São José da Boa vista, Juiz de Paz, durante 25 anos inspetor do Ensino Escolar, foi também um dos primeiros moradores da aldeia, trabalhou sem descanso para que o lugar se tornasse município.
A escola foi escolhida como lócus de nossa pesquisa, por ser a que concentra o maior número de adolescentes na faixa etária desejada para o nosso estudo e ainda pelo acesso e disponibilidade da direção da Escola Estadual Gabriel Bertoni em acolher-nos.

© 2016 Todos os direitos reservados.

Scroll to top